sexta-feira, 4 de novembro de 2011

VIVER E CANTAR.






Cantar os cantos das cantigas cândidas

Eis a sina do poeta sonhador.

Cantar as coisas das correntezas coloridas

Eis a sina daquele que quer viver.



Corre...

Corre correnteza cantarolante.

As cantigas nas canduras

Valem sonhos.



Sabes o que é sonhar?

É estar vivendo dormindo

Navegando no rio da realização.

Canta...

Canta...

Canta a cantiga corrediça

Canta o canto do viver.



Viver é antes de tudo

Sonhar, no entanto

É estar nas brumas,

Viver no céu

Até a hora

De despencar para a terra.





30/03/1972




Um comentário:

  1. É estar nas brumas,viver no céu.
    Mais um poema encantador meu amigo.

    ResponderExcluir