segunda-feira, 20 de maio de 2013

AMOR FERIDO


imagem google - uol

 

AMOR FERIDO


Procurando amor faço poesia
Andando nas sarjetas do pensamento
Esperando encontrar este momento
Onde palhaço farei alegorias
Jogando contas de vidro ao vento
Esperando que retornem diamantes
E na brisa da manhã
Como cata-vento girem
O pensamento em toda a loucura
Em asas de urubu me torno trapezista
Rodando as nuvens à tua procura.

Tony-poeta
20/05/2013

4 comentários:

  1. Maria do Rosário20 de maio de 2013 15:06


    Obrigada pela partilha!...Adorei o seu poema.Desejo-lhe uma boa noite.

    ResponderExcluir