sábado, 18 de maio de 2013

FRIO E CALOR,


imagem google


FRIO E CALOR

O frio traz a marca do abandono
Lembra-me da solidão, que atravessa a pele,
Expõe meu intimo no real do nada
Este frio que dizem: cortante
Que corta meu ser
Mostrando-me minha pequenez.
Quero o calor do sol
Para esquentar o dia
Quero também um cobertor
Nós dois cobertos
Você me acariciando
Mostrando que o frio do tempo
Não interrompe a vida
Em seus momentos.

18/05/13
Tony-poeta

3 comentários:

  1. Maria do Rosário18 de maio de 2013 14:43


    Muito bonita o seu poema!...Obrigada pela belíssima partilha!...Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela presença Maria do Rosario. Abraços.

      Excluir
  2. Maria do Rosário18 de maio de 2013 14:52



    Obrigada pela parilha.Lindo o seu poema. Abraço

    ResponderExcluir