sábado, 8 de fevereiro de 2014

SER LIVRE

SER LIVRE.


Onde se esconde
Este anseio de voar
Ser livre
Navegar nas próprias asas
Nos Oceanos do existir
Se preso estou
Com assas amarradas
Sempre com medo de partir?

Onde se esconde
A infância dos folguedos
De sonhos nos brinquedos
De super homem por instantes
A juventude arrebatada
Os amores apaixonados
As decepções encobertas
Nas noites incertas
De todo sonhar?

Onde está a fantasia
Que o dia inicia
E vai até terminar?

Sei que a vida é um sopro
Sopro breve um escopo
Que de tão leve
Só consegue passar
Sem nunca impregnar
Não marcando a paixão
Pois a vida é passagem:
Que se aproveite a paisagem
Pois só se pode passar
Nunca parar.



Nenhum comentário:

Postar um comentário