sábado, 21 de junho de 2014

NÃO ACORDE



NÃO ACORDE

Não acorde minha solidão
Não quero rodar
Agitação é ilusão
Tudo não sai do lugar.
A vida: jogo parado
De sombras passageiras
Apenas sonho acordado
Mera ilusão domingueira.

A luz do sol
Não movimenta
Apenas esquenta
A ilusão de viver.

21/06/14
Tony-poeta
Imagem Google





sexta-feira, 20 de junho de 2014

LEVANDO O TEMPO



LEVANDO O TEMPO


Não sou totalmente solitário:
Danço e canto musas e fantasmas.
Escondo sonhos em relicários:
Liberto amores que tenho na alma.
Rodo e rodopio alegremente
Dou ponta pé na tristeza:
A vida que é tão breve
Tem que primar na beleza.
Não choro. Por que chorar?
Se a vida é um passeio
A vida é pra levar.
Como lanche neste recreio
Degustando o recheio.

20/06/14
Tony-poeta


quinta-feira, 19 de junho de 2014

FERIADO




FERIADO

Feriado...
Cansado...
Começou nublado.

Como gato alongado
Ando nas pernas dos sonhos
Procurando amor.

Ligo o rádio
Procuro teu canto.

Aninhado
Ouço melodias
Sonho acordado.

19/06/14

Tony-poeta

IDOSOS NO SUPERMERCADO



IDOSOS NO SUPERMERCADO

De domingos e feriados os Supermercados enchem de idosos. Alguns de sexo masculino solitários e felizes com sua lista de compras [feita pela esposa]. Outros casais, a senhora fala e o marido obedece com cara desconfiada.
O número de idosos é tão desproporcional que certo gerente resolveu:

 

                   CAIXA EXCLUSIVO PARA JOVENS

                    

                    IDOSOS SÓ NA AUSENCIA DESTES


Até que organizou, o difícil foi tirar os velhos que queriam furar a fila dos jovens, onde o caixa era mais rápido.

19/06/14

Tony-poeta

corruíra



Corruíra falou:

Quem mostra defeitos

É o defeituoso.

quarta-feira, 18 de junho de 2014

autoengano




AUTO ENGANO

O pior engano
É o autoengano.
Sempre é voluntário.
Dizes: - Sou humano!
Mas, Não passas de otário.

18/06/14
Tony-poeta.


terça-feira, 17 de junho de 2014

FEITICEIRA




FEITICEIRA


O dia acordou você
Ou você acordou o dia?
O sol sorriu
Como há muito não sorria
Um redemoinho de andorinhas
Beijou a pitangueira
Que enviou seus beijos
Pra você toda faceira,
Andando no sacolejo
Desta manhã trigueira
Onde nasce o desejo
Da vida que passa fagueira
Em teus olhos: Feiticeira!

17/06/14

Tony-poeta